monitoramento Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Áudios > ZIKA ZERO: Mais 55 mil militares das forças armadas continuam a mobilização iniciada no sábado
Início do conteúdo da página

ZIKA ZERO: Mais 55 mil militares das forças armadas continuam a mobilização iniciada no sábado

Publicado: Segunda, 15 de Fevereiro de 2016, 14h07 | Última atualização em Sexta, 01 de Julho de 2016, 13h35


Baixar áudio 

Tempo do áudio – 2min07seg

REPÓRTER: A guerra contra o Aedes aegypti não vai ter trégua. Isso porque depois do Dia Nacional de Mobilização Zika Zero, que mobilizou no último sábado, mais de 428 municípios do país, outros 55 mil militares vão se juntar às equipes de combate às endemias. Desde a última segunda-feira até a próxima quinta, eles vão se unir a mais de 300 mil agentes de saúde que devem percorrer 270 cidades brasileiras em busca de criadouros do mosquito, como destaca o ministro da Saúde, Marcelo Castro.

SONORA: ministro da Saúde – Marcelo Castro

“Permanentemente esses militares estarão juntos conosco nos municípios, através das secretarias municipais de saúde, juntos com os agentes de combate às endemias, junto com os agentes comunitários de saúde esses militares estão fazendo o trabalho, visitando casa por casa para a gente poder controlar o mosquito.”

REPÓRTER: Além de identificar os focos do mosquito, com orientações sobre medidas preventivas, a equipe também vai aplicar inseticidas e larvicidas, quando necessário. De acordo com o ministro da Saúde, Marcelo Castro, apesar do aumento no número de militares, a população deve continuar com os cuidados ao combate ao Aedes.

SONORA: ministro da Saúde – Marcelo Castro

“Mais de dois terços dos criadouros do mosquito estão dentro das residências e não basta só o exército, a marinha, a aeronáutica, as polícias militares, os corpos de bombeiros, os agentes de combate às endemias, os agentes de saúde. Tudo isso, não é o suficiente. O mais importante, o imprescindível, o indispensável é a participação, é a mobilização da sociedade brasileira.”

REPÓRTER: Na próxima sexta-feira uma quarta etapa de combate ao Aedes Aegypti vai começar no país. Os militares vão visitar estabelecimentos de ensino, sob a coordenação do Ministério da Educação, para orientar alunos sobre as medidas preventivas. Esta ação vai ocorrer até o dia 4 de março. Para mais informações, acesse o hotsite do Ministério da Saúde. O endereço é: www.combateaedes.saude.gov.br

Reportagem, Victor Maciel

Fim do conteúdo da página